autopsicografia I


Este blog é a minha terceira casa. Já sofri de plagio. Odeio pessoas. As erradas. Adoro pessoas. As certas. Tenho o coração nos olhos e os olhos vendados. Numas situações, vejo, como e calo. Noutras, expludo e ninguém me cala. Só acredito no Karma e o resto é tudo filosofias rascas incluindo o Amor. Não sou de fazer planos. Ao sabor do vento é da maneira que mais gosto. Prefiro entrar nua no mar do que entrar nua na minha casa de banho. Possui-o quanto basta de perversidade em mim. Os meus ídolos são a minha família. A certo ponto dá minha Vida percebi que a maior parte das coisas que me faziam chorar, hoje fazem-me rir. Sou doida por fotografia. E, ao meu lado tenho que ter uma pessoa que partilhe da mesma paixão que eu. Adoro fotografar momentos e já fiz sessões fotografias a  varias pessoas. Só cozinho qualquer coisa com massa e é quando me apetece muito. Rancorosa, é o meu nome do meio. O Orgulho é o meu primeiro nome e por fim, boa ouvinte. Esperem, por vezes, também tenho aquela fome de me vingar de alguém e não suporto entender que andei a perder tempo com pessoas desnecessárias. E, quando entendo culpo-me sempre. Juntando a estes pequenos grandes defeitos, tenho medo de sentir ciumes, tenho medo de dizer o que sinto, tenho medo... por isso, escrevo. Na minha maior relação, fui traída e humilhada e tudo mudou. A minha Vida mudou. A minha personalidade mudou. As minhas perspectivas mudaram. Por isso, já podem calcular que sei ser filha da puta quando me magoam e mesmo quando não me magoam. Não é uma questão de ser complicada mas sim de defesas. Tenho a mania que todas as pessoas me conseguem ler nas entrelinhas e tenho o sistema nervoso muito forte. Mas, no entanto, sou pouco emotiva. É raro chorar. Detesto chorar. Sou uma pessoa difícil de cativar. Mostro e dou-me ao trabalho de fazer perceber que quero conhecer as pessoas mas deixa-me muito fodida quando essas pessoas me deixam na merda porque lhes apetece então decidi que agora é o lado oposto que tem de dar o primeiro passo se não, fico no meu canto. Quando me irrito, puta que pareu, irrito-me mesmo e ainda me irrito mais se me acordarem! Fico com o mau humor a 110%.  Digo asneiras Sou desarrumada. E, principalmente, esquecida. Datas e números não é comigo. Quanto a minha aparência, uso ocultos desde os cinco anos de idade. Sou muito magra e em questões de usar certos tipo de roupa... Tenho muitos complexos. Vestidos, calções... É complicado. Os dedos das minhas mãos são muitississississisimo compridos. Apesar, de ter muito complexos com o meu corpo dizem que o meu corpo é bonito. Mas, não gosto de o mostrar. Considero-me uma pessoa nem simples nem extravagante.  Já pensei em usar lentes e já usei... Mas, dão um trabalho! Tenho uma paixão platónica por Lisboa mas o Porto será sempre a minha casa. E, queria que a minha vida fosse comer, dormir e escrever. Quando a escritas, detesto escritas complexas... Que dão trinta voltas para escrever algo. Na minha vida ou é ou não é. Funciono da mesma forma com a escrita. Já me pediram muitas vezes para escrever um livro mas o que não sabem é que durante cinco anos de escrita só escrevi uma história. Quanto a música tenho gostos muito próprios .. Hip Hop Tuga, Drum 'n Bass e Hardcore. Em relação a música, foi em raves - festas de Drum 'n Bass - que comecei a consumir drogas mais pesadas. O meu pai saiu de casa tinha 14 anos e desde aí... Perdeu-se uma parte de mim que não consigo encontrar. Gostava que a minha família tivesse outro tipo de valores. Principalmente, a minha mãe. Tenho duas tatuagens. E, hei-de fazer mais. São uma aceitação do meu caracter. A tatuagem que fiz nas costas tem muito significado porque para mim simboliza umas quatro coisas diferentes. Sou louca por chocolate e não gosto mesmo quando não tenho nada para comer de jeito em casa. Muitas vezes mando a minha mãe fazer compras. Não saio muito em família e quando a minha mãe vai passar férias fico sempre em casa. Adoro muito estar sozinha em casa. No meu canto, com as minhas coisas. Sou das pessoas mais caladas nas aulas que podem conhecer. Não mostro muito de mim as pessoas que envolvem o meu quotidiano e vivo um pouco do Passado porque admito que vivi momentos que adoraria recuperar e que se ligam a pessoas que já deviam de ter saído da minha vida. Para mim, só existiu um rapaz capaz de me mostrar que existem excepções. Sou crente que temos de acreditar que existem pessoas diferentes para podermos ser diferentes também. Ajo sem pensar e sinceramente nunca me arrependo muito. Nunca sai da Península Ibérica.  Digo tantas vezes - tipo - que até me enjoa. Detesto chuva. Mete-me completamente depressiva... Por vezes, acordo e só quero conhecer alguém desconhecido. Ir beber um fino e fumar um cigarro. Bebo café. Não aprecio muito coca-cola mas Ice Tea bebo aos pacotes. Sou boa a debates. Ganho sempre.  Já tentei o suicídio. Não suporto pessoas que não vêm a vida para além de amor, rapazes, amor. Não sei se quero casar e ter filhos por diversas razões. Uma delas, é a responsabilidade. Outra delas o erro de deixar que coisas tão belas caiam na rotina. Até porque sou daquele tipo de miúdas que manda o homem lavar a louça e se ele disser que não come dois sopapos na testa. Orgulho-me de ter conseguido sair do maior ciclo vicioso da minha vida até hoje sem a ajuda de ninguém. Não porque não me quiserem dar mas porque a recusei. Já sofri uma depressão. Quero sair de casa e ter uma dependência económica astronómica. O dinheiro não compra felicidade mas compra algumas coisas que fazem qualquer pessoa feliz. Estudo turismo e cada vez que me recordo das razões que me levou a ficar na mesma escola em que estou dá-me vontade de comprar uma pistola e mandar uns 30 tiros para o ar. Estou farta de ensinar as pessoas que lá por uma relação ter corrido mal não podem generalizar. É errado! Sou mente aberta em relação a tudo principalmente em opções de vida sexuais. Amor é Amor e ninguém é ninguém para discutir o contrário. As minhas Amizades são um quanto basta controversas. Acredito em signos e percebo de signos. Sou carente e ao mesmo tempo mando as pessoas para o caralho. Vá-se lá entender. Não me importo em demasia com as pessoas. Desde que a minha avó morreu entrar em hospitais ou cemitérios é impensável  e morro de pavor que o meu pai morra... Uma das músicas da minha vida é Eminem - MokingBird. Se pudesse ia uma vez por semana ao Mc'Donalds comer um Big Mac. Odeio mentol. Morango, não aprecio muito. Mas, adoro natas. Quero um Esquilo mas tenho uma gata e uma cadela e dizem que sou louca pois quero fumar os mamilos. Ao longo da minha vida, nunca soube o que era ser uma rapariga mimada. Pedir algo e tê-lo. Ou, ter de imediato. Sou morena e gosto. No Verão, confundem me com uma barra de chocolate. Gosto muito da minha barriga e dos meus lábios. E, comecei a ganhar gosto pelo meu cabelo.  A minha cor preferida é o laranja e o meu quarto está todo decorado por mim. Cheio de luzes ambiente pois não gosto de luzes fortes. Gosto muito de beijos na testa. E, jogo bem futebol. Quando me encontro pela primeira vez com uma pessoa falo, falo, falo, falo mas estou sempre distante e nunca consigo olhar muito para a pessoa. Tenho muito receio que a pessoa logo a primeira vista não goste de mim e esteja ali por estar. Porque não tem mais nada para fazer. É muito raro estar doente. Se tive duas vezes gripe daquelas de ficar na cama foi muito. Adoraria voltar para a natação.  Acredito em relações a distância. Acho mesmo que são relações que se vive as essências a flor da pele. Uma pessoa para mim além de ser linda. Ou, simpática ou whatever... Tem que ter sentido de humor e tem que estar preparada para ter uma frita ao lado! A foder com o ambiente todo, ahah. Desde muito cedo sempre fui independente. Quero ir viver sozinha. Deixar algumas coisas para trás. Odeio francês mas falo bem e escrevo bem Inglês. Também falo Italiano e Espanhol. Gosto de desporto. Corro quatro vezes por semana. Já odiei de morte uma pessoa. Ao meu lado, quero uma pessoa que não faças promessas e que acima de tudo seja muito ela própria ao meu lado. 

3 comentários:

Carolina Bartolomeu disse...

Isto é só uma das coisas mais perfeitas que eu li em toda a minha vida. E não estou a brincar. Os meus sinceros parabéns.

márcia ^^ disse...

isto aqui está fantástico, tens uma personalidade muito própria e que de certa forma admiro princesa :)

RitaValente disse...

E és linda! Por dentro e por fora.